quarta-feira, 24 de abril de 2019

Unidade Móvel da Celpe promove consumo eficiente de energia com palestras e troca de lâmpadas

O projeto Aulas de Energia da Unidade Móvel de Energia (UME), projeto que integra o Programa de Eficiência Energética da CELPE, recebeu a visita do prefeito Sávio Torres, na manhã desta segunda-feira (22)

Mais Tuparetama 

Foto: Divulgação

A unidade está localizada em frente a Secretaria de Educação e atenderá a população com palestras, consultas e troca de lâmpadas entre os dias 22 e 26 de abril, das 8h às 12h e das 14 às 17h.

Acompanhado do vice-prefeito Tanta Sales, o gestor visitou as instalações e participou de uma aula junto com alunos da Escola José Agostinho do sítio Logradouro. Sávio ressaltou a importância desse projeto na formação dos alunos da rede municipal.

“Graças a articulação da Secretaria de Educação, Tuparetama é um dos seis municípios contemplados com a visita da unidade móvel da Celpe. Isso mostra o comprometimento da nossa equipe em trazer boas ações para o município, principalmente quando se trata de conscientizar nossa população para o uso correto de energia.”, frisou Sávio.

De acordo com a secretária de Educação, Rafaely Leite, em 2018, a supervisora de ensino Maria José Leite e a professora Linete Cordeiro, participaram de uma formação do projeto em Arcoverde e desenvolveram um planejamento de aula sobre o consumo consciente de energia. “Foi a partir dessa formação e da repercussão que a nossa participação teve, que conseguimos a vinda desse importante projeto para Tuparetama”, afirmou.

A Unidade Móvel de Energia (UME) que ficará em Tuparetama até sexta-feira, 26 de abril, é um caminhão que se transforma em sala de aula climatizada, adaptada para desenvolver ações pedagógicas que visam sensibilizar a sociedade quanto aos conceitos relacionados ao uso racional e seguro da energia elétrica.

Atendimento à população- quem for realizar a troca de lâmpadas deve comparecer com a conta anterior paga, RG e CPF do titular e com as lâmpadas antigas. A unidade móvel está localizada na Rua Santa Cecília, no centro da cidade em frente a Secretaria de Educação.


segunda-feira, 15 de abril de 2019

Faleceu fundadora do Grupo de 3ª Idade de Tuparetama, Maria Pastora

Maria do Carmo Felix Vital ( Maria Pastora) faleceu na madrugada desta segunda-feira (15). O corpo está sendo velado no Velório Municipal de Tuparetama. O sepultamento será às 9h da terça-feira (16)

Por Tarcio Viu Assim

Foto: Tarcio Viu Assim

Tuparetama despede-se hoje de uma cidadã ilustre, Maria do Carmo Felix Vital, mais conhecida como Maria Pastora. Ela faleceu na Paraiba onde residia há mais de 10 anos e também morou por muitos anos no Distrito Federal. No intervalo de tempo entre Brasília e a Paraíba, de volta à sua querida Tuparetama trabalhou voluntariamente e com muito empenho para a criação e o fortalecimento do grupo de convivência da 3ª Idade, o Grupo Rainha da Paz que em novembro deste ano completará 18 anos de atividades. 

Tenho um apreço imenso pela pessoa de Dona Maria do Carmo, uma amiga e mestra maternal que me ensinou muito sobre amizade, sobre liderança, sobre fraternidade e sobretudo me ensinou a valorizar e respeitar a pessoa do idoso com suas experiências e lições de vida sempre tão valiosas. 

Foi ao seu lado e graças à sua insistência e persistência que no dia 03 de novembro de 2001 fundamos o Grupo de Convivência da 3ª Idade de Tuparetama – na época eu ocupava a função de secretário municipal de cultura na gestão do prefeito Vitalino Patriota - . Dessa reunião de fundação participaram os funcionários da Casa da Cultura, do Portal do Alvorada (programa social do então presidente Fernando Henrique Cardoso), membros da Renovação Carismática Católica, do ECC e diversos idosos convidados e mobilizados pela liderança natural de Dona Maria do Carmo. 

Da reunião Dona Maria saiu eleita por unanimidade como presidente do grupo, que recebeu a denominação de Grupo de 3a. Idade Rainha da Paz de Tuparetama-PE. Associação civil, filantrópica e educacional, sem fins lucrativos, o grupo da 3ª Idade de Tuparetama começou com mais de 60 membros e teve crescimento vertiginoso sob os cuidados de Dona Maria, com o apoio dos participantes, dos voluntários e da gestão municipal. Podemos afirmar que os primeiros integrantes do Grupo da 3ª Idade de Tuparetama fizeram uma verdadeira revolução social em Tuparetama mudando a maneira com que o idoso passou a ser visto e atendido na comunidade. 

Trazendo a experiência de sua participação em grupos de convivência de 3ª idade no DF, nossa primeira presidente colocou o grupo de Tuparetama como protagonista na cena cultural e social do município. Além das atividades de lazer e confraternização para os idosos, garantindo-lhes maior qualidade de vida, o grupo criou festas temáticas, bloco e bailes de carnaval, Quadrilha junina, encenou Paixão de Cristo e Auto de Natal, promoveu Campeonatos de Jogos colaborativos para a 3ª Idade e manteve por muito tempo um programa de rádio voltado para essa faixa etária. 

Tudo foi feito em grupo com o apoio e a colaboração de muitos, cujos nomes deixo de citar aqui para não alongar ainda mais o texto, mas foi graças ao empenho e à insistência de Dona Maria do Carmo que essa bela semente foi plantada, brotou e deu tantos frutos. A seara do bem produz com abundância quando o amor é o principal adubo. 

Por isso iniciei este texto afirmando quão ilustre é nossa amiga Maria do Carmo na história de Tuparetama. Hoje nos despedimos de seu corpo cansado e maltratado pelas doenças, que a morte leva ao descanso. Permanecem conosco as lembranças – estas imortais – de como ela nos dedicou amizade, paciência e atenção, de como nos ensinou o poder perseverança, de como soube se dedicar à família e de como se deve, mesmo distante, manter latente o carinho pela terra natal. 

Tantos amigos do grupo da 3ª idade de Tuparetama já fizeram a passagem desde aquela distante tarde de novembro de 2001 até hoje. Encontram-se do lado de lá, na luz, e hoje recebem em festa a velha amiga que leva de presente aquele sorriso pleno de paz. A quadrilha junina no céu este ano será animada.


sexta-feira, 12 de abril de 2019

Wallas Arrais e Ângela Espíndola Abrem festividades do aniversário de Tuparetama

Na noite desta quarta-feira (10), um grande público se fez presente no Pátio de Eventos Prefeito João Tunú da Costa, no primeiro dia das festividades dos 57 anos de emancipação política de Tuparetama

Mais Tuparetama

Wallas Arrais levantou o público ao som do forró eletrônico (Foto: Júnior Campos e Bruno Araújo)

A primeira atração a se apresentar foi a ex-vocalista da banda Limão com Mel, a cantora Ângela Espíndola, que levou ao palco as principais músicas que marcaram a sua carreira, relembrando os forrós das antigas.

No intervalo entre as atrações, o prefeito Sávio Torres saudou os presentes e homenageou a cidade de Tuparetama ressaltando a participação popular que ao longo dos 57 anos, contribuiu para o progresso do município.

“Quero deixar aqui o meu abraço a todos os tuparetamenses e dizer que nossa equipe se afina para que o progresso esteja presente no dia a dia, através de ações e trabalhos em prol da nossa Princesinha do Pajeú, cidade de destaque na região.”, frisou o prefeito que esteve acompanhado da primeira-dama Raquel Torres, do vice-prefeito Tanta Sales, vereadores e secretários municipais.

A última atração a se apresentar foi Wallas Arrais, cantor de nova geração de cantores de forró eletrônico do Nordeste. O carisma e voz marcante do jovem cearense levantou o público que ficou até o final da festa.

O prefeito Sávio Torres, o vice-prefeito Tanta Sales, vereador Valmir Tunú e secretários municipais celebram os 57 anos de emancipação política de Tuparetama (Foto: Júnior Campos e Bruno Araújo)

Festejos continuam nesta quinta-feira- A partir das 17h haverá o desfile cívico com as escolas do município e o encontro de Bandas e Fanfarras. O corte do bolo está previsto para acontecer às 18h, no pátio de eventos. Logo mais, às 20h, no espaço cultural da Academia das Cidades, acontecerá o tradicional Festival de Repentistas de Tuparetama, encerrando a programação festiva da emancipação.

O festival será apresentado pelo poeta Felizardo Moura e terá a participação dos declamadores Iponax Vilanova, Lima Júnior e dos repentistas: Denilson Nunes, Raulino, Zé Cardoso, Gilberto Alves, Zé Viola, Ivanildo Vilanova, Raimundo Caetano, Rogério Menezes, Erivaldo Ferreira, Zé Carlos do Pajeú, Valdir Teles, Biu Dionísio e Adelmo Aguiar. 


terça-feira, 9 de abril de 2019

Câmara de vereadores e prefeitura divulga programação dos 57 anos de Tuparetama

Câmara divulga sua programação de aniversário do Município, com bolo gigante e Sessão Solene

Mais Tuparetama


Pelo terceiro ano consecutivo a Câmara de vereadores realiza o tradicional corte do bolo gigante junto com a população esse ano será as 9hs da manhã,logo mais as 19hs no teatro municipal (falta o prefeito confirmar) acontece a sessão solene com entrega do título de cidadão Tuparetamense ao médico e ex candidato a prefeito (1988) Dr Edmilson Policarpo e moções de aplauso a personalidades que fizeram ou fazem a história do município em diversas áreas;

  • Comercial; Antônio Ulisses, José Cordeiro e Lusa Benedito
  • Política; João Benedito de Lima, Antônio Marques (in memorian) e Anastácio Bezerra (Seu Tacinho)
  • Saúde; Nailda Perazzo
  • Cultura; Ivanildo de França ( NEGÃO)
  • Religioso; Pe. Luisinho
  • Acadêmico; Mascileine Lima
  • Social: Cleide Farias ( Agente da Polícia Civil)


Os homenageados foram aprovados por unanimidade pelo plenário da Câmara de vereadores. Diversas autoridades foram convidadas o prefeito atual e todos os ex prefeitos,ex presidentes do poder legislativo,ex vereadores, representantes de instituições municipal e estadual. 

A Câmara mas uma vez atende as expectativas do povo reconhecendo a história e quem ajudou a fazer ,e através desta programação aproximando o povo do seus legítimos representantes.


Prefeitura 


10 de Abril - Quarta-feira Pátio de Eventos

Show com Wallas Arrais
Ângela Espíndola ex-banda Limão Com Meu

11 de Abril - Quinta-Feira

05h - Alvorada com a Banda Paulo Rocha
16h - Encontro de Bandas Fanfarras
18h - Corte do Bolo no Pátio de Eventos Prefeito João Tunú da Costa
20h - Festival de violeiros na Academia das Cidades.



Compesa melhora abastecimento em cidades do Sertão do Pajeú

Os 34 mil moradores dos municípios de Iguaraci, Ingazeira, Tuparetama e Solidão, no Sertão do Pajeú, terão mais água nas torneiras

Mais Tuparetama

Foto: Compesa

As chuvas das últimas semanas melhoraram os níveis dos mananciais que abastecem esses municípios e a Compesa já está trabalhando para reduzir o rodízio.

O distrito de Jabitacá, que fica em Iguaraci, já teve o fornecimento de água ampliado. A Compesa conseguiu operacionalizar melhor a rede de abastecimento depois que a barragem de Porção atingiu 80% de sua capacidade total de armazenamento. O município agora recebe água todos os dias, de segunda a sexta-feira, deixando para trás o rodízio, que era de três dias com água e dez sem.

Em Iguaraci, Ingazeira e Tuparetama, teremos o reforço do abastecimento e estes municípios serão atendidos simultaneamente, a Compesa está trabalhando e um novo calendário de abastecimento será divulgado para cada cidade. “Estamos aguardando as análises da água bruta para traçarmos plano de ação para iniciar a operação deste manancial”, explicou o gerente da Unidade de Negócios da Compesa, Gileno Gomes. A barragem do Rosário saiu do colapso – atingiu um volume de 8,1 milhões de metros cúbicos, o que representa 23,3% de sua capacidade total.

A cidade de Solidão, que estava sendo abastecida por caminhões-pipa devido ao colapso da barragem de Nossa Senhora de Lourdes em 2018, passará a receber água nas torneiras em um cronograma de quatro dias com água e dez sem, após as análises da água bruta por parte da equipe de qualidade da Compesa. A barragem agora está com 50% de sua capacidade total, que é de 539 mil metros cúbicos. “Podemos assegurar que os moradores terão água suficiente durante um ano com o volume atual registrado”, informou o gerente.


Nordeste registra 40% das desistências no programa Mais Médicos

O Nordeste concentra 40% das 1.052 desistências do programa Mais Médicos, mostra levantamento do UOL com base em dados do Ministério da Saúde

Alex Tajra / UOL

Foto: Karina Zambrana /ASCOM/MS

No fim do ano passado, 8.517 médicos cubanos deixaram o programa, e o governo havia informado que todas as vagas haviam sido preenchidas por brasileiros.

Mas três meses depois da reposição das vagas, 15% dos profissionais desistiram dos contratos, que oferecem salário de R$ 11.800. E 420 dessas desistências se deram na região Nordeste – sobretudo na Bahia.

Para efeito de comparação, o Nordeste concentra 33% das vagas deixadas pelos cubanos.

Desistências no Mais Médicos:

Bahia: 117 médicos, Maranhão: 63, Ceará: 56, Pernambuco: 56, Piauí: 28, Alagoas: 28, Paraíba: 27, Rio Grande do Norte: 19, Sergipe: 14.

A segunda região mais afetada pela ausência de médicos do programa é a Sudeste, com 342 desistências – ou 32,5% do total dos postos abandonados.

São Paulo: 181 médicos desistentes, Minas Gerais: 105, Espírito Santos: 38, Rio de Janeiro: 18

Entre as cidades do Sudeste, as que mais tiveram baixas foram a capital paulistana (19) e Cachoeiro do Itapemirim (8), no sul do Espírito Santo.

Divinópolis (MG), Jacareí (SP), São José dos Campos, São Carlos, Matão (SP), Jandira (SP), Serra (ES) e Brasília (DF) também registraram cinco ou mais desistências.

Segundo a pasta, apesar dos 1.056 médicos que não atuam mais nas unidades de saúde, 1.397 brasileiros formados no exterior começaram a trabalhar na última semana.

Médicos recém-formados

No fim do ano passado, o UOL acompanhou o início de médicos brasileiros em alguns bairros da Grande São Paulo. Muitos deles, recém-formados em medicina.

Era o caso da médica Larissa Corvelloni. Ela dizia que muitos de seus colegas se inscreveram no Mais Médicos na reta final da faculdade, mas que os planos de médio prazo eram outro: cursar residência e se especializar.

“É comum que boa parte dos médicos queira atuar em áreas específicas, em grandes hospitais, até porque o curso de medicina é ainda muito elitista. E é um ambiente muito diferente dos postos de saúde, das áreas mais pobres”, argumentou Corvelloni à época.


Como previsto, famílias estão ilhadas na área da Barragem de Ingazeira

As três maiores barragem do sub-médio Pajeú ganharam volume de água com as últimas chuvas registradas na região, mas vivem as suas particularidades

Nill Junior

© Foto: Rodrigo Tunú / Mais Tuparetama

Enquanto Brotas em Afogados da Ingazeira com capacidade de 18 milhões de metros cúbicos está transbordando desde o último final de semana, Rosário em Iguaracy com os seus 32 milhões, estava em situação de colapso, mas já recebeu bastante água, mesmo que ainda falte muito para sangrar.

A situação é grave para os ribeirinhos vive Cachoeirinha localizada em Ingazeira com capacidade de 48 milhões de metros cúbicos, banhando terras também de Tabira, São José do Egito e Tuparetama.

Concluída no governo Temer, a barragem não teve o acesso dos ribeirinhos  feito pelo Dnocs. Várias famílias estão ilhadas como reclama Marleide Bezerra, líder comunitária de Cachoeirinha dos Cordeiros.

“As pessoas não podem mais passar. Idosos que precisam de um médico, estudantes que precisam chegar à escola e o pior, não se vê uma providência”, disse ao radialista Anchieta Santos na Cidade FM.

Em algumas áreas as águas se aproximam da rede elétrica no leito da barragem e os moradores cobram providências da Celpe. O caso já foi denunciado várias vezes, o DNOCs alertado e convocado, um TAC firmado com o MP, mas não houve ação prática. Um drama anunciado.


segunda-feira, 8 de abril de 2019

Danilo e Plécio se reúnem com a comunidade do Bom Nome, recebe demandas e anuncia ações

Eles acredita que "é junto ao povo que fazemos um mandato produtivo,transparente e popular"

Mais Tuparetama

Foto: Internet 

Na manhã deste domingo (07) participei junto com Plecio da reunião da associação do assentamento Bom Nome, conversamos com todos os presentes sobre a utilização da barragem que junto aos deputados Wolney e Lucas conseguimos para comunidade no valor de 80 mil reais, a mesma já acumulo um bom volume de água e em breve será feita o peixamento da mesma, trouxemos mais demandas para pleitear junto aos órgão competentes. 

Fizemos uma retórica sobre nossas ações e posicionamentos enquanto legisladores. Acredito que é junto ao povo que fazemos um mandato produtivo, transparente e popular.


Secretaria de Saúde de Tuparetama intensifica ação de combate à dengue no distrito de Santa Rita

Foram feitas intervenções de bloqueio, conscientização e orientação da população, além de eliminação dos focos e busca de novos casos suspeitos

José Ivan Dias / Assessoria do Governo de Tuparetama

Fotos: Secretaria de Saúde

Com a intensificação das chuvas que têm caído na região nos últimos meses, o departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Tuparetama, juntamente com os agentes comunitários da Unidade Básica de Saúde (UBS) Santa Rita, realizaram na última sexta-feira (5), uma ação de bloqueio e conscientização em áreas públicas do distrito.

Foram feitas intervenções de bloqueio, conscientização e orientação da população, além de eliminação dos focos e busca de novos casos suspeitos. Essas medidas têm por objetivo identificar e eliminar os criadouros, bem como orientar a população sobre a necessidade de cuidado para evitar que os mosquitos Aedes aegypti encontrem ambiente adequado para proliferação.

Segundo o coordenador da vigilância epidemiológica, Ari Farias, a partir da análise epidemiológica realizada essa semana, os técnicos identificaram a existência de mosquitos contaminados na área. “Para evitar que o mosquito prolifere e ocorram casos da doença, é necessário que a população também ajude cuidando dos espaços em suas residências, fazendo o descarte correto de lixo e entulho somente nos locais adequados.”, alertou.

A secretária de Saúde, Elizabeth Gomes, alerta a população que no período de chuvas os riscos são maiores e o mesmo vetor de transmissão da dengue também pode transmitir as demais arboviroses como zika, chikungunya e até a febre amarela urbana.

“Os mosquitos Aedes aegypti colocam os ovos em qualquer recipiente com água e esses ovos conseguem sobreviver por meses em ambiente seco. Por isso é fundamental a colaboração da população nos descartes do lixo sempre em sacos ou sacolas bem fechados, atentar para que as plantas não tenham pratos aparadores. As garrafas retornáveis também são pontos de criação dos mosquitos e devem ser mantidas com a boca para baixo.”, orienta a secretária.


sexta-feira, 29 de março de 2019

Vereadores reivindicam solução para animais de rua e teste de leishmaniose

Buscando uma alternativa para melhorar a situação dos animais de rua de Tuparetama, vereadores da base governista se reuniram na manhã desta quinta-feira (28)

Mais Tuparetama

© Foto: Rodrigo Tunú

Buscando uma alternativa para melhorar a situação dos animais de rua de Tuparetama, vereadores da base governista se reuniram na manhã desta quinta-feira (28), com a representante da Vigilância Sanitária da Gerência Regional de Saúde- X Geres, para debater soluções e medidas que possam conter a proliferação de cães e gatos e combate às endemias transmitidas pelos animais.

Os parlamentares solicitaram da representante da vigilância, Alexandra, a disponibilização imediata de técnicos para realização do teste rápido que detecta a Leshimaniose em cães com suspeita da doença. Na ocasião, Alexandra foi convidada para se fazer presente na reunião da Câmara Municipal, no dia 8 de abril, para prestar esclarecimentos sobre a doença, formas de transmissão, cuidados e tratamento.

Estiveram presentes na reunião o vereador Valmir Tunu (DEM), Vandinha (SD) e Diógenes Patriota (SD). O grupo vai se reunir com o prefeito Sávio Torres e solicitar que a gestão dê início a campanha de vacinação e castração de cães e gatos.

Entenda a doença – De acordo com site do Ministério da Saúde, a Leishmaniose Visceral é transmitida por meio da picada de insetos conhecidos popularmente como mosquito palha. A transmissão acontece quando fêmeas infectadas picam cães ou outros animais infectados e depois passam para humanos, transmitindo o protozoário Leishmania chagasi, causador da Leishmaniose Visceral.